sábado, 8 de janeiro de 2011

     Outra vez, sentada  no carro, de cigarro na mão. Sentes que todos os que conquistaste, só te fazem sentir suja,sem alma.

     Eu não te digo nada. É sempre igual, não tenho mais nada para dizer, a não ser, o mesmo de todos os dias.  E se fico sem palavras, não é por falta delas! 
  E esse teu olhar, não me atrai para essa bolha de conquistas, de olhares ousados.
   Se aprendi alguma coisa, não foi contigo. Só connosco..

5 comentários:

  1. quando vi o texto pensei que tinha sido eu a escrever, é tãaaaao parecido com o meu tipo. gosto muiiito. *.*

    ResponderEliminar